Empresário amarra e espanca quilombola em situação de rua no RN

Atualizado: 15 de set. de 2021

Agressor diz que atacou a vítima porque ele comeu carne do seu churrasco e o ameaçou. Moradores afirmam que acusado difamava rapaz.




Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o comerciante bolsonarista Alberan de Freitas Epifânio, agredindo o quilombola em situação de rua, Luciano Simplício. O caso aconteceu na cidade de Portalegre, interior do Rio Grande do Norte, no útimo sábado (11). O vídeo mostra Alberan dando chutes nas costas de Luciano, que está com pés e mãos amarrados e chora com o rosto voltado para o chão. Enquanto o homem é agredido, duas mulheres tentam conter o agressor.


“Não mate, não”, diz uma delas, ao que o comerciante responde: “Mato, mato ele. O que é meu eu tenho o direito de defender.


Segundo o portal Mossoró Hoje, o comerciante teria espalhado pela cidade que Luciano seria um bandido e que estava sempre drogado. O quilombola teria reagido jogando pedras na loja de Alberan. Em áudio divulgado nesta segunda-feira (13), o bolsonarista afirma que faria tudo de novo. “Nada demais, isso é só movimento. Isso já era esperado, não estou arrependido não. Para defender o que é meu, eu faço. Fiz e faço quantas vezes for preciso”, disse ele.


A polícia civil segue investigando o caso.

95 visualizações0 comentário